Menino Conhece Menina no LUZO, workshop de fotografia de casamento

melhor fotografo casamento 2018 reportagem casamento menino conhece menina fotografia casamento melhor fotografo portugal
entre os melhores fotógrafos de 2018 no WPJA e no This is Reportage
11 de Fevereiro de 2019
best wedding photographer 2018 wedding reportage menino conhece menina wedding photography best portugal photographer
as nossas melhores fotografias de casamento de 2018
1 de Maio de 2019

Nos nossos dias, os workshop de fotografia de casamento vão acontecendo mundo fora.

São para todos os gostos, com diversos formatos e orientados para públicos variados. Reúnem fotógrafos consagrados e profissionais de áreas tangentes mas de interesse inquestionável para o público, como o design ou o marketing. São grandes conferências, enchendo anfiteatros, ou pequenos encontros, intimistas e aconchegados.

Até hoje participámos em vários destes workshops e sentimos sempre o contágio do fervor entusiasmado que se instala entre os participantes. Com a fotografia como pretexto e objecto de debate, nesses encontros vamos desfrutando do prazer de ver fotografia e invariavelmente vai crescendo em nós a saudade da câmara e a vontade de saltar para a rua e fotografar (por norma estes eventos acontecem fora da nossa época de casamentos pelo que alguma ressaca do “gatilho” já se vai sentindo). E a partilha de experiências, o cruzar de caminhos com outros fotógrafos que admiramos e o tanto que aprendemos com eles são o estímulo final para arrancar em grande aquele que será, a cada ano, “o ano das nossas vidas”!

Sobretudo, o que trazemos destes encontros são amizades extraordinárias com pessoas que partilham da nossa paixão pela fotografia, quer sejam fotograficamente parecidos connosco ou nem tanto.

Até agora estivéramos nestes workshops sempre para ouvir mas este ano fomos ao LUZO Workshop também para falar. Teve lugar nos passados dias 8, 9 e 10 de Abril, em Lisboa, organizado pelos fantásticos Hugo Coelho e The Framers.

Se chegámos nervosos, sobretudo a menina, apavorada que estava de tantos olhos postos em si, partimos revigorados e de alma cheia por esta experiência.

Este workshop de fotografia de casamento foi antes de mais a oportunidade para pensar sobre nós próprios, para tomar consciência de processos, para racionalizar as mecânicas que utilizamos instintivamente e para verbalizar o conhecimento acumulado nas nossas vidas passadas, no qual não pensamos no momento de fotografar mas que orienta o nosso olho. Como dizia a Filipa (The Framers) durante a sua apresentação, este exercício de autoanálise e exposição traz uma consciência nova que, nos momentos de bloqueio ao longo do ano, poderá ser um instrumento de autoestímulo e desencravamento.

Para além disso, foi um prazer falar sobre o nosso trabalho e sentir o interesse de quem nos ouvia. E não foi afinal tão difícil quanto prometia. A voz tremeu um pouco de início e as pernas até ao final mas acreditamos que a mensagem passou.

Finalmente, foi muito bom rever amigos antigos e encontrar novos. Acreditamos realmente que a comunidade é o proveito mais valioso destes encontros e o LUZO foi extraordinário a esse nível. Queremos por isso agradecer a todos os participantes do workshop que colocaram um pouco de si na construção desta comunidade.

Obrigada também ao Pedro Santos e ao Ivo Lázaro do Ko Studio que nos receberam na sua casa, por todas as ajudas e pelos incríveis retratos a colódio húmido.

A Ana Neves Coelho e a Inês Nascimento da Join Communication, o Pedro Nóbrega e a Susana Esteves Pinto da Simplesmente Branco foram os tais oradores provenientes dos mundos tangentes à fotografia de casamento que vieram desvendar alguns dos mistérios das respectivas áreas de acção e cujas dicas agradecemos; algumas delas já figuram na nossa “to do list” para o próximo ano.

Obrigada ao Hugo Teregeira dos Fullcut pelo registo em vídeo que nos tem tão curiosos e a todos os amigos que apareceram para um abraço.

Finalmente, agradecemos ao Hugo Coelho, à Filipa Leite Rosa e ao Rodrigo Vargas pelo convite e pelo acolhimento. Adorámos ouvir-vos, conhecer melhor os vossos trabalhos, perceber os pontos de contacto connosco e aqueles em que divergimos amplamente. Foi um absoluto prazer partilhar este momento convosco!

E agora, de coração cheio e energias renovadas, tudo a postos: vamos lá parar o tempo!